Concurso Cultural: Poeme-se - Viaje na Leitura

16/10/2013

Concurso Cultural: Poeme-se

Esta frase acima é de Bertolt Brecht, destacado dramaturgo, poeta e encenador alemão do século XX.





Você já conhece a "POEME-SE"?
A POEME-SE é uma grife poética que busca, através da moda, espalhar poesia pelo mundo, unindo o melhor da literatura global aos novos talentos da ilustração.

Sediada no Rio de Janeiro, a grife tem feito a poesia circular pelo Brasil desde 2010, revolucionando a tradicional estética literária vigente.
 
Hoje, a Poeme-se está online (www.poemese.com), fazendo vestir poesia 24 horas por dia, além de ser encontrada em multimarcas do Rio de Janeiro, de São Paulo e de Brasília e nos maiores eventos poéticos e culturais do país – FLIST, BABILÔNIA FEIRA HYPE, FLUP, FIM, entre outros.

A poesia virou verbo, ganhou vida. A poesia está pronta para ser vestida. Poeme-se!

Curta, siga e POEME-SE!

Facebook | Twitter


CONCURSO CULTURAL


Quer concorrer a camiseta acima da Poeme-se? É fácil!

Curta o Viaje na Leitura e o POEME-SE no Facebook, depois responda nos comentários abaixo: 

"Qual seu poeta favorito? Qual trecho ou poema dele você escreveria em uma camiseta e por quê?

Não esqueça de deixar uma forma de contato no comentário.
A resposta mais criativa escolhida pela equipe do Viaje na Leitura e do Poeme-se ganhará a camiseta acima no tamanho e modelo desejado. Informações sobre o prêmio aqui.

Ao participar da nossa promoção, você automaticamente aceita nosso regulamento. Informamos ainda, que o prêmio será enviado sem custo algum ao vencedor pela "Poeme-se" em até trinta dias após a divulgação do resultado. Promoção válida até o dia 07/11/2013. 

45 comentários

  1. Meu poeta favorito é Carlos Drummond de Andrade. O trecho dde poessia que eu ecolheria para estampar uma camieta é esse:
    ".Pouco ficou deste pó
    de que teu branco sapato
    se cobriu. Ficaram poucas
    roupas, poucos véus rotos
    pouco, pouco, muito pouco." - esse trecho faz parte do poema Resíduo que é um dos meu poemas favoritos de todos os tempos. Acho esse trecho poeticamente realista porque expressa uma verdade universal, que tudo deixa marcas e vestígios, por mais tênues e aparentemente insignificantes as marcas estão lá prontas para recordar, reviver o passado e até mesmo elucidar crimes (vide a série C.S.I.), o pouco que resta pode ser tudo.
    mcrisaragao@gmail.com

    ResponderExcluir
  2. Que delícia de promoção... Amo as camisas desse site!

    Bjs, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  3. Qual seu poeta favorito? Qual frase dele escreveria em uma camiseta e por quê?

    R: Meu poeta favorito é Vinicius de Moares, eu colocaria um trecho do clichê mas lindo Soneto de Fidelidade, porque através das palavras dele consigo enxergar o que meu coração sente ao pensar, ver e estar com meu namorado. Tudo parece eterno, profundo, e será eterno enquanto durar, porque duas almas que nascem para se encontrar despertam a poesia!

    Miquilis: Bruna Costenaro

    ResponderExcluir
  4. Ops esqueci do email: bruheadbanger@hotmail.com

    ResponderExcluir
  5. Não conhecia! Muito bom isso. E lindo. Amei a camiseta. Muito linda!

    ResponderExcluir
  6. Trecho de "Tu e Eu Devíamos Simplesmente Amar-nos".
    Mas tu e eu, meu amor, estamos juntos,
    juntos da roupa às raízes,
    juntos pelo outono, pela água, pelas ancas,
    até sermos apenas tu e eu juntos.
    Pablo Neruda, in "Cem Sonetos de Amor"
    Pablo consegue atingir o que nos vai dentro da alma. Não nos conhece, nunca nos viu, mas consegue ver nossos sentimentos. Amor, sublime amor. Com certeza eu colocaria essa frasee em uma camiseta, pois assim eu estaria publicamente declarando meu incondicional amor.
    Leni(lenicssa@gmail.com)

    ResponderExcluir
  7. OI!
    Qual seu poeta favorito? Qual frase dele escreveria em uma camiseta e por quê?
    R: Meu poeta favorito é Vinícius de Moraes, entretanto vou escolher outro poeta musical que gosto muito, é o Almir Sater. O trecho do poema musicado é: "Ando devagar porque já tive pressa e levo esse sorriso porque já chorei demais. Hoje me sinto mais forte, mais feliz quem sabe e só levo a certeza de que muito pouco sei, que nada sei...", porque é a história da minha vida, diante das experiências que vivi.

    Rudynalva Correia Soares
    rudynalva@yahoo.com.br
    João Pessoa/PB – Brasil
    Desejo que seu final semana seja carregadinha de alegrias, muita luz e paz no coração!
    cheirinhos
    Rudy
    BLOG ALEGRIA DE VIVER E AMAR O QUE É BOM!
    "As pessoas por pensarem muito no amanhã, acabam esquecendo de viver o hoje.."

    ResponderExcluir
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  9. Existe um poema que foi falsamente atribuído a Pablo Neruda, com o nome de "Morre Lentamente", mas que na verdade se chama "A Morte Devagar" e é de Martha Medeiros, a minha escritora brasileira preferida e assim que li esse poema se tornou o meu preferido, também.

    Ele se aplica perfeitamente a mim, a tudo que eu penso mas às vezes não faço, ou tudo que eu sei que eu não devo, mas sempre faço. E ele me lembra de fazer e de não fazer. Se coubesse eu colocaria ele inteiro, mas se for pra escolher um trecho, é esse:
    "Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não acha graça de si mesmo".
    Acho que eu nem preciso explicar muito o motivo, o trecho fala por si mesmo...

    ResponderExcluir
  10. Ah, esqueci do e-mail: tainarahijaz@hotmail.com ;D

    ResponderExcluir
  11. Eu gosto muito de um poema de Fernando Anitelli do Teatro Mágico, que se chama "De ontem em diante". E meus versos preferidos são "Da luta não me retiro
    Me atiro do alto e que me atirem no peito
    Da luta não me retiro...
    Todo dia de manhã é nostalgia das besteiras que fizemos ontem". O poema é de todo excelente. Porém essas palavras me trazem um sentimento de fortaleza, de me manter em pé, na luta, apesar de todos os pesares da vida.

    e-mail: ana__collins@hotmail.com

    ResponderExcluir
  12. Eu gosto de um poema do Fernando Anitelli, chamado "De ontem em diante" que diz assim em um dos seus versos... "Da luta não me retiro
    Me atiro do alto e que me atirem no peito
    Da luta não me retiro...
    Todo dia de manhã é nostalgia das besteiras que fizemos ontem". O poema de todo, é extraordinário, porém esses versinhos me trazem um sentimento de fortaleza, de se manter firme na luta, apesar dos pesares e penares da vida. E é isso!

    e-mail: ana__collins@hotmail.com

    ResponderExcluir
  13. Adoro um poema que um certo poeta recitou de alma,que diz:

    ¨Desencontrários¨

    " Mandei a palavra rimar,
    ela não me obedeceu.
    Falou em mar,em céu,em rosa,
    em grego,em silêncio,em prosa.
    Parecia fora de si,
    a sílaba silenciosa.

    Mandei a frase sonhar,
    e ela se foi em labirinto.
    Fazer poesia,eu sinto,apenas isso.
    Dar ordens a um exército,
    para conquistar um império extinto".

    Paulo Leminski.

    A poesia de Paulo Leminski promove - com inteligência e sensibilidade - o encontro de muitos
    contrários: o rigor e a emoção,a erudição e a leveza,a vanguarda e o pop.

    As palavras não pedem rimas,simplesmente procuram por alguém que as façam dançar.
    Leminski é assim,brinca com as palavras,fazem-as dançarem e namorarem.

    Poesia tem o dom de brincar,de tocar,de sentir,desejar,amar,sofrer,sonhar,aguentar,afinal o poeta vive assim,aguenta,mas não garante.

    Ser poeta é quem se considera.

    Amo muito tudo isso!!!

    shirlleyrodriguez97@gmail.com

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Meu poeta favorito é o "enfant terrible" Rimbaud.
    Escreveria em uma camiseta um trecho do poema A Eternidade:

    "Achada, é verdade?
    Quem? A Eternidade.
    É o mar que se evade
    Com o sol à tarde."

    Escreveria o trecho acima porque sendo a Eternidade algo inalcançável e intangível, tê-la grafada em uma camiseta significaria possuí-la, de alguma maneira.

    E-mail: aline.tkm@gmail.com

    ResponderExcluir
  16. Meu poeta favorito é Gonçalves Dias.

    Escolheria em uma camiseta o seguinte trecho do poema "Como eu te amo":
    "Amo em ti, - Por tudo quanto sofro,
    Por quanto já sofri, por quanto ainda
    Me resta sofrer, por tudo eu te amo."

    mayaneboniolo@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  17. "Qual seu poeta favorito? Qual trecho ou poema dele você escreveria em uma camiseta e por quê?

    Eu amo Cecília Meireles! Minha relação com ela vem de quando eu era bem pequena, com uns 3/4 anos e minha mãe lia para mim "Uma palmada bem dada". É um poema infantil que me marcou muito e que me fez gostar de ler. Eu super me identificava com o poema e cresci admirando aquela mulher que fez um poema pensando em mim (criança tem cada arte, não é? - rs).
    Por conta dessa forte ligação, quando me tornei professora resolvi apresentar Cecília Meireles aos meus alunos e foi pensando neles, que escolhi esse trechinho de um poema infantil dela que acho fofo:

    Quem me compra um jardim com flores?
    Borboletas de muitas cores,
    lavadeiras e passarinhos,
    ovos verdes e azuis nos ninhos?

    Não é cheio de palavras belas e sentimentos fortes. É simples, bonito e me faz lembrar muito da minha infância, quando tudo que eu mais queria era uma casa com jardim, flores e mutos bichinhos de jardim para admirar.
    Beijos

    caiamanaia@hotmail.com

    ResponderExcluir
  18. Um dos meus poetas prediletos é Bertolt Brecht, os seus poemas me encantam, ele demostra já naquela época, uma preocupação com a realidade e com os problemas sociais existentes.
    O trecho de um poema dele que eu colocaria em uma camiseta seria esse.

    ELOGIO DO APRENDIZADO

    "[...] Aprenda, homem no asilo!
    Aprenda, homem na prisão!
    Aprenda, mulher na cozinha!
    Aprenda, ancião!
    Você tem que assumir o comando!
    Frequente a escola, você que não tem casa!
    Adquira conhecimento, você que sente frio!
    Você que tem fome, agarre o livro:é uma arma.
    Você tem que assumir o comando [...]"
    Bertolt Brechet, Elogio do Aprendizado, in Poemas 1913 – 1956, São Paulo, Brasiliense, 1986, p. 121.

    Escolhi esse trecho porque é algo que acredito, nós temos que assumir o comando das nossas vidas, aprendemos a todo instante e só através do conhecimento que conseguiremos nos libertar de nossos opressores. Quem tem conhecimento, tem poder.Vamos assumir o comando?!

    raysa-marf@hotmail.com

    ResponderExcluir
  19. Meu peota favorito é Carlos Drummond de Andrade

    Trecho escolhido: Ser feliz sem motivo é a mais autêntica forma de felicidade.

    Escolhi esse trecho pois em poucas palavras Carlos Drummond de Andrade mostra a verdadeira razão de como ser feliz.

    Juan Caio Pereira Santos
    email: juancaiops@gmail.com

    ResponderExcluir
  20. Poeta favorito: Carlos Drummond de Andrade
    Trecho: Porque eu sou do tamanho daquilo que sinto, que vejo e que faço, não do tamanho que as pessoas me enxergam.
    Escolhi esse trecho porque ele me descreve!
    e-mail: milena.soares@hotmail.com

    ResponderExcluir
  21. Qual seu poeta favorito? Qual trecho ou poema dele você escreveria em uma camiseta e por quê?

    Eu sou poetisa, então eu me acho, kkkkkk
    Escreveria um pedacinho de um poema que fiz com 12 anos de idade, porque foi o primeiro que escrevi e significa muito pra mim:

    "Presos, livres, não sei mais
    Liberdade, talvez, jamais
    Nos sonhos distantes
    Um velho viajante
    Que pela estrada se esvai"

    ResponderExcluir
  22. ah, esqueci de deixar o e-mail pra contato:
    jake.lynne @ hotmail.com

    ResponderExcluir
  23. Talvez não seja O Meu Poeta Favorito mas sem dúvida é um deles, o César Magalhães Borges.

    " No cimento armado para matar
    Há um ballet dançando para sobreviver"

    Colocaria isso em uma camiseta, porque sinto que faço parte desse ballet.

    ResponderExcluir
  24. Oi! Td bem?!
    Divulguei seu sorteio no meu blog. Se fizer mais sorteios me avisa no email sosorteando@gmail.com
    Conheça o Sorteio TOP.!

    Beijo! *

    www.sosorteando.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  25. Ah, se eu fosse você, Eu voltava pra mim !
    CARLOS FRANCISCO DE SOUSA - Email = carlos.f.sousa@uol.com.br
    Twitter- Karluzfs

    ResponderExcluir
  26. "Há duas formas para viver a sua vida:
    Uma é acreditar que não existe milagre.
    A outra é acreditar que todas as coisas são um milagre."

    Eu escolho esse poema de Fernando Pessoa porque em cada momento da vida nos identificamos mais com este ou aquele poeta,que parece que nos toca a alma com suas palavras. Esse poema de Fernando Pessoa retrata o momento que estou vivendo, em um tratamento de câncer de mama, descoberto ainda no início, portanto com muitas chances de cura. Então, acredito que todas as coisas são um milagre e gostaria de gritar isso para o mundo!

    @VanildaP

    ResponderExcluir
  27. Fernando Pessoa

    "Tenho fome da extensão do tempo, e quero ser eu sem condições."

    Porque o tempo é tudo o que temos, o fazer agora e não deixar nada pra depois...

    mylenerodrigues_leme@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  28. "Tenho fome da extensão do tempo, e quero ser eu sem condições."

    Porque o tempo é tudo o que temos, o fazer agora e não deixar nada pra depois...

    mylenerodrigues_leme@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  29. Poema de Vinícius de Moraes

    Soneto do amigo

    Enfim, depois de tanto erro passado
    Tantas retaliações, tanto perigo
    Eis que ressurge noutro o velho amigo
    Nunca perdido, sempre reencontrado.

    É bom sentá-lo novamente ao lado
    Com olhos que contêm o olhar antigo
    Sempre comigo um pouco atribulado
    E como sempre singular comigo.

    Um bicho igual a mim, simples e humano
    Sabendo se mover e comover
    E a disfarçar com o meu próprio engano.

    O amigo: um ser que a vida não explica
    Que só se vai ao ver outro nascer
    E o espelho de minha alma multiplica...
    Vinicius de Moraes

    vasquinhademacedo@uol.com.br
    BArra Mansa RJ
    SImone Macedo

    ResponderExcluir
  30. Boa noite,

    O meu poeta favorito e o Augusto dos anjos.O poema dele que mais gosto chama-se "Versos Íntimos",

    Vês! Ninguém assistiu ao formidável
    Enterro de tua última quimera.
    Somente a Ingratidão - esta pantera -
    Foi tua companheira inseparável!

    Acostuma-te à lama que te espera!
    O Homem, que, nesta terra miserável,
    Mora, entre feras, sente inevitável
    Necessidade de também ser fera.

    Toma um fósforo. Acende teu cigarro!
    O beijo, amigo, é a véspera do escarro,
    A mão que afaga é a mesma que apedreja.

    Se a alguém causa inda pena a tua chaga,
    Apedreja essa mão vil que te afaga,
    Escarra nessa boca que te beija!

    Mais do que em uma camisa, este poema esta escrito em nossa pele, riscado em nossa pálpebras e inflamado entre os ossos. Na carne tremula do trabalhador, nas mãos puídas da dona de casa, no olhar triste do filho sem expectativa para o futuro. Ate sobre o pelo do animal de estimação, que desgraçado e necessitado uiva todas as noites, para se livrar da impaciência de viver trancado, dando um pouco de felicidade a essa gente que resiste e não desiste de tentar ser feliz.
    Escreveria na camisa que veste meu corpo, para eu possuir a chaga da pele dessa mesma gente, que me inspira a encenar o próximo ato.


    Andrils@hotmail.com

    ResponderExcluir
  31. "Qual seu poeta favorito? Qual trecho ou poema dele você escreveria em uma camiseta e por quê?

    R: Amo a vários poetas, mas desta vez decidi escolher por Madre Tereza de Calcutá porque ela não so falou de amor, como o viveu na integra, e é deste dom que o mundo hoje em dia está necessitando: O dom de amar! O quão feliz o mundo não seria, se todas as pessoas se importassem umas com as outras e se amassem? O poema em si é simples, mas se vivido na integra teria um repercussão muito boa sobre as pessoas. Segue :
    "As pessoas boas merecem nosso amor; Este mesmo, às pessoas ruins, é necessário." (Madre Tereza de Calcutá)

    ResponderExcluir
  32. esqueci-me de postar o e-mail de contato, segue: nedivulga@gmail.com

    ResponderExcluir
  33. Por que Deus permite
    que as mães vão-se embora?
    Mãe não tem limite,
    é tempo sem hora,
    luz que não apaga
    quando sopra o vento
    e chuva desaba,
    veludo escondido
    na pele enrugada,
    água pura, ar puro,
    puro pensamento.

    Eu escolho este de Carlos Drummond de Andrade, pois devemos sempre homenagear as nossas mães, quem somos sem elas? Então porque elas se vão?
    ronida_sindi@hotmail.com

    ResponderExcluir
  34. "Qual seu poeta favorito? Qual trecho ou poema dele você escreveria em uma camiseta e por quê?
    "Tenho apenas duas mãos e o sentimento do mundo." Carlos Drummond de Andrade
    Eu gosto muito do Carlos Drummond de Andrade, penso que ele tem uma forma simples e plena de escrever... Me identifico! Simples assim rs

    E-mail: moorganagomes@gmail.com/ Moorgan.g@hotmail.com
    Twitter: @momomorgana

    Morgana Gomes! :)

    ResponderExcluir
  35. meu poeta favorito é: Vinicius de Moraes e eu colocaria o poema: Borboletas
    AS BORBOLETAS

    Brancas
    Azuis
    Amarelas
    E pretas
    Brincam
    Na luz
    As belas
    Borboletas

    Borboletas brancas
    São alegres e francas.

    Borboletas azuis
    Gostam de muita luz.

    As amarelinhas
    São tão bonitinhas!

    E as pretas, então
    Oh, que escuridão!

    porque precisamos ver a vida com mais cores, alegria, sentimento de esperança e amores.

    ResponderExcluir
  36. Sou como você me vê.
    Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
    Depende de quando e como você me vê passar.
    Clarice Lispector

    ResponderExcluir
  37. Sou como você me vê.
    Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
    Depende de quando e como você me vê passar.
    Clarice Lispector
    eu amo essa poetisa,e imagina escrever essa linda mensagem nas camisetas,seria sucesso total.....depende de quando e como m ve passar...linda né!!

    ResponderExcluir
  38. Sou como você me vê.
    Posso ser leve como uma brisa ou forte como uma ventania,
    Depende de quando e como você me vê passar.
    Clarice Lispector
    amo essa poetisa,imagina uma frase na camiseta"sou como você me ve....depende de quando e como voce me ve passar"liiinda,seria sucesso total nas camisetas
    para contato solangesb2007@hotmail.com
    amo essa poetisa,ela fala de uma certa trasnparencia e imagina uma camiseta com essa mensagem"depende de quando e como m ve passar"lindo

    ResponderExcluir
  39. Gosto muito do Mário Quintana, por escrever coisas simples, mas de forma direta, mandando seu recado, poetizando uma forma clara de pensar. Seu poema que mais gosto é

    Todos estes que aí estão
    Atravancando o meu caminho,
    Eles passarão.
    Eu passarinho!

    ResponderExcluir
  40. Gosto muito do Mário Quintana, por escrever coisas simples, mas de forma direta, mandando seu recado, poetizando uma forma clara de pensar. Seu poema que mais gosto é

    Todos estes que aí estão
    Atravancando o meu caminho,
    Eles passarão.
    Eu passarinho!

    tiquinhadesa@hotmail.com

    ResponderExcluir
  41. Meu poeta favorito é Machado de Assis, e eu escreveria um trecho do poema QUINCAS BORBA para deixar estampado no peito a realidade da vida:
    ( Enquanto uma chora, outra ri; é a lei do mundo, meu rico senhor; é a perfeição universal. )

    Meu e-mail: adrisousa31@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  42. A minha poeta favorita é Cora Coralina
    Escreveria: Fiz a escalada da montanha da vida removendo pedras e plantando flores.
    Porque a vida é um aprendizado à cada segundo que nosso coração bate.
    joselelopes@yahoo.com.br

    ResponderExcluir
  43. Meu poeta preferido é Carlos Drummond de Andrade, acho que deveria ser esse trecho:
    Chega um tempo em que não se diz mais: meu Deus.
    Tempo de absoluta depuração.
    Tempo em que não se diz mais: meu amor.
    Porque o amor resultou inútil.
    E os olhos não choram.
    E as mãos tecem apenas o rude trabalho.
    E o coração está seco.

    Porque acho que esse é o atual retrato da vida moderna, as pessoas não amam mais, não abraçam mais, não gostam mais. As pessoas apenas vivem sem sentimento nenhum, como robôs, sem sentir nem pensar, apenas fazendo.

    gabiaraujoo@hotmail.com

    ResponderExcluir
  44. Meu poeta preferido é um cantor que usa a música para poetizar de uma forma genial, ele é Jorge Vercilo.
    Ela une o mar
    com o meu olhar
    Ela só precisa existir
    pra me completar

    Ela une as quatro estações
    Une dois caminhos num só
    Sempre que eu me vejo perdido
    une amigos ao meu redor


    Bruno Valério
    reciclando.bruno@ig.com.br

    ResponderExcluir

Nós da equipe do Viaje na Leitura, agradecemos seu comentário. Sua opinião é de extrema importância para nós. Volte Sempre!

Em breve retribuiremos sua visita!